O Livro-Blog

Qual a principal diferença entre um blog e um livro? O livro, diferentemente do blog, é uma obra pronta, acabada. É estático. O blog, de outro lado, é dinâmico. Privilegia o movimento em tempo real. No blog, autor e leitor compartilham do momento criativo enquanto ele se dá; e até que o blog se cristalize ao longo do tempo e perca a sua função essencial, caracterizada pela novidade, continuará funcionando como um registro atualizado dos caminhos percorridos na busca de sentido, unidade e consistência, tão caras ao bom livro.

Ingressei na plataforma Blogger em fevereiro de 2011 com o blog "A Ciência do Sagrado". Um ano depois, em março de 2012, compreendi que os quase sessenta artigos ali publicados transferiam para o blog a rigidez e as limitações dos textos impressos. O blog  não refletia o meu esforço prático de adaptação àquela plataforma. Tirei o blog do ar e agora, passados estes quatro anos, reinicio desapegado e sem receios. Simplesmente dou este primeiro passo e dedico este primeiro minuto à prática de viniyoga (Yoga Sūtra 3.6), que me revela o caminho para começar explorar a plataforma dos blogs a partir deste ponto onde me encontro agora. Viniyoga, em seu sentido mais interno, representa um dos cinco componentes da verdadeira bússola espiritual que é śraddhā1 (termo sânscrito que designa o sentimento de conexão e unidade com o sagrado e que corresponde, aproximadamente, ao que entendemos pelos Princípio da Confiança, da Prudência e também da Certeza Interior, conforme expresso no cogito cartesiano). Representa a iniciativa e a iniciação que nos revelam o caminho e nos capacitam a começar de onde se está, com desapego, simplesmente dando o primeiro passo e empregando o primeiro minuto no sentido da convergência para a meta. Daí este meu esforço diuturno de reflexão sobre as experiências concretas de vida e de construção de sentido e unidade para este Livro-Blog, onde descrevo a minha disciplina espiritual, a minha experiência com os Mestres e o meu entendimento, na prática, do Śuddha Yoga revelado na Bhagavad Gītā e objeto de minha tese.

Imagem que me levou a intuir em um único flash toda a essência da tese
Imagem que me levou a intuir, em um único flash,
toda a essência da Gītā Bhāṣya.
Há quatro marcos de minha jornada espiritual, resumida no artigo Ensaio Autobiográfico, que considero fundamentais para definir as prioridades deste momento presente, bem como a estratégia adequada para concluir a viagem de volta para o interior de mim mesmo, iniciada com a elaboração deste Livro-Blog. O primeiro ficou caracterizado pela cerimônia de minha consagração ao Śuddha Rāja Yoga Mārga, em 25.08.1974, quando tinha apenas dezessete anos. O segundo, que representa o período que eu e Cássia, já casados, vivemos em Sergipe, trabalhando como voluntários no estabelecimento dos primeiros pilares do Śuddha Sabha Ātma, ficou caracterizado pela conclusão, em 25.12.1990, do Glossário de termos técnicos do Śuddha Dharma, intitulado Yoga Brahma Vidya Sanhita. A conclusão do glossário simbolizou a decisão que havíamos tomado de dar sequência à nossa jornada e culminou com o nosso retorno para o sudeste em janeiro de 1991. O terceiro marco, de todos o mais importante, foi estabelecido em 17.04.2007, conjuntamente com a cerimônia acadêmica de aprovação e reconhecimento de minha Gītā Bhāṣya (explanação abalizada da Gītā) como uma contribuição original no campo da filosofia e das ciências sociais e religiosas. Este marco, alcançado trinta e três anos após o meu ingresso na senda do Śuddha Rāja Yoga, simboliza o recebimento de uma iniciação interna que me conferiu autoridade intelectual e espiritual para a elaboração de estudos e comentários sobre a espiritualidade pura (Śuddha Dharma). O quarto marco expressa a decisão, minha e de Cássia, de aceitarmos o convite de Francisco Barreto para colaborarmos mais ativamente no processo de implementação da Universidade do Coração, e está representado na cerimônia de 29.05.2010, quando recebemos a Credencial de Emissários do Śuddha Dharma Maṇḍalam para nos integrarmos, formalmente, ao corpo diretor da Grande Síntese.

Tendo este Livro-Blog como a carta de navegação e śraddhā como a bússola que harmoniza a nossa conduta e nos indica o caminho em sintonia com o sagrado no coração, pretendo agora estabelecer o roteiro e concluir esta viagem de retorno para o interior de mim mesmo. Não trato neste Livro Blog, portanto, senão daquilo que experimentei e pratico. Não me ocupo de verdades distantes de minha própria práxis. Não argumento a partir de teorias e conclusões de terceiros, se não as fiz também minhas, na prática, incorporando-as à minha própria vida. O mais que faço é descrever o panorama desta jornada e refletir sobre as verdades vivas, que foram se constituindo e lançando luz ao longo do caminho.

Joseph Cambell fala em O Herói de Mil Faces sobre a estrutura arquetípica do Monomito, que descreve a jornada do herói e os obstáculos que necessita transpor antes de concluir a sua missão e iniciar a viagem de retorno para casa. Esta é, em suma, a matéria deste Livro-Blog, onde procuro refletir e reunir forças para; primeiro, garantir, ainda que minimamente, a saúde do corpo; segundo, concluir a tradução abalizada da Bhagavad Gita e o estudo comparado com a Gita extraída dos comentários de Hamsa Yogi e editada pelo Śuddha Dharma Maṇḍalam; terceiro, estabelecer os fundamentos da disciplina Ciência da Meditação; e quarto, criar as condições e os meios para compartilhar estas contribuições no seio da sociedade civil, nos ambientes acadêmico, corporativo e religioso, contribuindo, deste modo, com os ideais da nascente Universidade do Coração.

Em suma, são estes os ideais que pretendo cultivar com este Livro-Blog, dedicado a retratar esta última etapa de minha vida intelectual e espiritual. Todas as decisões que eu vier a tomar e projetos com os quais eu vier a me envolver, portanto, deverão estar em harmonia com estes quatro pontos cardeais descritos acima e que representam a carta de navegação desta de viagem de volta.

(1) Para conhecer a pronúncia das palavras sânscritas veja o nosso resumo do Guia de Transliteração e Pronúncia das palavras sânscritas.

Próximo texto: Para a sua informação
Texto inicial: O Caminho do Coração: Livro-Blog no ar sob a égide de Śraddhā

Rio de Janeiro, 08 de outubro de 2016.
(Atualizado em 23.04.18)